FATE

FATE

Eu acompanho RPG há bastante tempo. Deixo claro aqui que me refiro principalmente aos Role Playing Games no sentido mais clássico, ou seja, Dungeons & Dragons ® (Chainmail®)[1] seria muito exagero).

Participei da história do RPG aqui no Brasil, tendo trabalhado na Gibiteria e Bárbaras Magias, loja no centro do Rio de Janeiro, uma das incentivadoras do hobby no estado em questão e no país.

Conheci inúmeros sistemas de jogo. Dos mais clássicos aos mais inovadores. Dos mais carregados em regras aos mais voltados para uma abordagem mais livre.

Os jogos mais divertidos e memoráveis de que participei foram os que contaram com o engajamento e participação do grupo de jogadores tanto quanto pelo trabalho e talento do “mestre” – tanto com regras rígidas como com regras flexíveis.

Por isso, embora goste dos jogos tradicionais, atualmente minha preferência vai para um sistema que prima pela interação entre todos os participantes na construção da história/aventura. Esta será experimentada em conjunto, mas com a marca de cada participante. Espero que isto fique mais claro mais à frente…

FateCoreBookCover

Capa do livro principal.

FATE (Fantastic Adventures in Tabletop Entertainment) começou como um spin-off do sistema FUDGE (Free-form Universal Do-it-yourself Gaming Engine) – é, americanos e acrônimos.

FUDGE é um conjunto de mecanismos para se criar um RPG em qualquer cenário, (como GURPS, por exemplo, mas com uma abordagem menos formal. 2 mecanismos caracterizam FUDGE:  adicionar adjetivos ou nomes para caracterizar um personagem, e a variação em uma escala que qualifica os personagens e os níveis de dificuldade. Num resumo espartano, uma escala que varia de Medíocre a Soberbo.

FATE Core incorporou e modificou estes mecanismos, mas fez muito mais que isso. Seu time de desenvolvedores inovou e através de crowdfunding, mais especificamente utilizando o portal Kickstarter. Para que se tenha uma idéia do sucesso do projeto, a meta inicial para que o projeto se financiasse era de $3,000. Este projeto terminou com um resultado de $433,365, revertido para a confecção de livros de capa dura, envio pelo correio para todo o mundo, entre outras diversas vantagens para quem ajudou a financiá-lo.

Mas vamos ao que interessa: como funciona FATE Core RPG?

Como em todo sistema, você pode se basear em um cenário pronto ou criar seu cenário de aventuras.

Aí vai a primeira diferença: Geralmente esse é um trabalho para o mestre do jogo, o narrador, a pessoa que conta a história, cria os obstáculos, e controla os vilões. Em FATE, esse é um processo de criação coletiva. Cada jogador participa criando lugares, clima, personagens, grupos que irão fazer parte deste cenário.

Falando em personagens, a criação dos mesmos em FATE também acontece de forma colaborativa: você estabelece o básico do personagem, criando um conceito chave, uma complicação que pode atrapalhar sua existência, alguns aspectos que descrevem qualidades, e algumas habilidades. Os outros jogadores descrevem como os personagens de ambos se conheceram. No final, ao juntar essas referências, um background comum a todos está estabelecido, e a história do seu personagem (e o dos outros jogadores) sai enriquecida

Contudo duas características são as que mais destacam o sistema em relação a outros RPGs: Aspectos e Pontos FATE.

Aspectos são atributos, qualidades, situações, características que podem ser adicionados a praticamente qualquer coisa/personagem dentro do jogo (com alguns limites ditados pelas regras) mudando o desenrolar da aventura: Por exemplo: casa em chamas, guarda distraído, braço quebrado, etc.

fate_tokens_main

Tokens FATE

Pontos FATE são a “moeda” do sistema. Para atribuir ou usar um aspecto você gasta um ponto FATE. Se você se propõe a usar uma complicação que torne a vida do seu personagem mais difícil, você ganha um ponto FATE (representados no jogo por fichas, moedas, contas, ou qualquer outro quantitativo que represente os pontos FATE disponíveis[2]para cada jogador)

Os pontos FATE são o artifício que o jogador tem para modificar a história (até mesmo resultados nos dados!) de forma a contribuir com ela, de forma a tentar imprimir na mesma a maneira como deseja que ela aconteça. Com todos fazendo isso, incluindo o mestre do jogo, a chance de se ter um jogo mais divertido e uma história mais rica é bastante grande.

FATE é inovador por tudo isso. Também faz com que alguns jogadores mais tradicionalistas (ou preguiçosos talvez) não o vejam com bons olhos. E a criação do cenário da forma proposta pode ser trabalhosa. Mas nada impede que se adaptem cenários de outros sistemas para FATE. E o método tradicional dos sistemas mais famosos não são tão menos trabalhosos assim (a quantidade de regras, variantes e de matemática envolvida pode ser assustadora).fae

Eu tenho optado por esta última opção, adaptar um cenário conhecido para o sistema FATE. Assim que tiver resultados, eu vou divulgar.

Existe ainda FAE (FATE Accelerated Edition) que é uma adaptação para uso rápido do jogo, com regras simplificadas, permitindo uma assimilação mais rápida da mecânica de jogo.

Seguem alguns links para quem se interessou pela idéia:

Site do jogo: http://www.faterpg.com/

Documentação do jogo (SRD)[3]: http://fatesrd.com

Download de material relacionado (incluindo PDFS do jogo original): http://www.evilhat.com/home/fate-core-downloads/

 

 

[1] Predecessor de D&D

[2] Esse projeto aqui é fantástico: FATE Tokens

[3] System Reference Document: Compartilhamento básico da mecânica do jogo, com todas as regras, sem imagens, formatação, publicação etc. Não é o caso de FATE (veja o link do srd acima).

 

By | 2016-11-20T18:05:52+00:00 27 de julho, 2014|Hobbies, RPG, Textos|0 Comentários

About the Author:

Vinnicius
Sou psicólogo, músico, analista de sistemas, mestre de RPG, professor de Tai-Chi-Chuan e de praticamente tudo que tenho conhecimento, tradutor, amante de livros, filmes, seriados… e mais muitas outras tantas habilidades. Por outro lado, me considero antissocial, rabugento, extremamente crítico, exigente. Alguns provavelmente me acham insuportável.

Deixe seu comentário

Pin It on Pinterest

Share This